O Último Herdeiro Da Luz

099

Autor: Rafael | Revisor: Sara

Zao Tian caminhou no deserto por quase um dia, até que finalmente pôde avistar o que parecia ser uma cidade a alguns quilômetros no horizonte. Também, uma vasta vegetação cercava a cidade, se não fosse por causa de alguns prédios que eram mais altos que as árvores, Zao Tian imaginaria que aquilo era outro oásis.

A noite já tinha caído e o vento frio soprava no deserto. Zao Tian estava diante da cidade que o mapa indicava, mas ele não correu até lá, ele decidiu ficar na espreita e observar de longe antes de entrar na cidade.

Zao Tian estava em um continente que ele não sabia sequer o nome. Dessa forma, antes de fazer qualquer coisa, ele deveria entender como funcionavam as coisas ali e quais eram as regras daquele lugar. Os dois primeiros habitantes daquele continente que Zao Tian conheceu, tinham nomes estranhos. Isso já era um forte indício de que aquele lugar não era como o continente Andros. Talvez, além dos nomes, a cultura e as regras daquele lugar fossem totalmente diferentes do continente Adros. Entrar sem pensar e estudar aquele local, seria algo que Zao Tian já tinha decidido que não faria mais… Ser imprudente.

Zao Tian procurou um lugar elevado para que pudesse ter uma visão mais panorâmica da cidade…

Após escalar uma grande árvore, Zao Tian pôde ter uma boa visão do interior da cidade…

Assim que viu como era aquele local, os olhos de Zao Tian brilharam e a ansiedade tomou conta dos seus sentimentos.

A cidade era o completo oposto do deserto. Os muros, com mais de 10 metros de altura, escondiam um lugar que possuía incontáveis fontes de água; Haviam estradas de pedra por todos os lados, mas aquele lugar tinha tantos canais de água, que muitas pessoas usavam barcos para se deslocar; O tamanho da cidade era difícil de determinar, pois até onde a visão de Zao Tian alcançava, ainda possuía inúmeras construções; A arquitetura das construções eram diferentes para Zao Tian, pois na verdade, elas não possuíam nenhum padrão que remetesse a uma só cultura, eram incontáveis tipos de construções que pareciam reunir diversos povos e raças; No que parecia ser o centro de tudo, Zao Tian viu um enorme palácio, que mesmo estando a quilômetros de distância, podia ser visto claramente.

Zao Tian continuou observando o lugar, mas dessa vez ele se atentou às pessoas que viviam ali…

Zao Tian não viu nenhuma raça diferente no local, apenas humanos viviam na cidade; Nos portões da cidade, haviam muitos guardas que usavam armaduras azuis e inspecionavam cada pessoa que entrava na cidade; Dentro da cidade, haviam milhares de pessoas com diversos tipos de vestimentas, mas Zao Tian pôde observar que aqueles que pareciam ser os mais influentes da cidade, vestiam túnicas ou mantos azuis.

Sempre que alguém passava por essas pessoas com mantos azuis, ele os cumprimentava ou bajulava. Até mesmo as crianças que ostentavam aquelas cores, recebiam as bajulações e o respeito, que cheiravam a medo, dos outros moradores da cidade.

“Eu vou observar por mais algum tempo! Vamos ver como esse lugar funciona durante o dia!” Zao Tian pensou enquanto se reclinava no galho da árvore e descansava.

—————————————–

A noite passou rapidamente e os raios do sol iluminaram a cidade.

Assim que o dia raiou, a cidade ficou movimentada e as pessoas corriam por todos os lados; O comércio era forte e movimentado; A pesca parecia ser uma prática muito exercida, pois haviam pessoas pescando por todos os lados; A cidade era segura, pois haviam diversos guardas, que vestiam armaduras azuis, patrulhando pela cidade. Muitas coisas ali, eram diferentes do Andros, mas as regras pareciam ser as mesmas de lá.

O olhar de Zao Tian continuou atento a tudo o que acontecia. Foi dessa forma que ele percebeu que um grande grupo de pessoas estava orando na frente de um templo.

O templo era diferente de tudo o que Zao Tian conhecia; Ele era imenso; Diversos pilares arredondados ligavam o teto ao solo; Não havia nenhuma parede no templo, apenas os pilares que ficavam relativamente próximos um do outro, cercando o templo; Entre o telhado, feito de pedra e os pilares, haviam diversas figuras insculpidas, mas Zao Tian não podia vê-las claramente; Em volta do templo, havia uma praça, mas não tinha nenhuma outra construção, era como se aquele lugar fosse sagrado.

Enquanto a multidão orava de joelhos na frente do templo, um homem forte e robusto ficou de pé atrás das pessoas e gritou em alto e bom tom…

“BANDO DE MARICAS! ZEUS NÃO É UM DEUS, ELE É UM DEMÔNIO! É POR CAUSA DELE QUE ESSES PUTOS VIERAM DO CONTINENTE ANDROS E ATRAPALHARAM O NOSSO ESTILO DE VIDA! O SENTIDO DA NOSSA VIDA É MATAR, MAS ESSES DESGRAÇADOS ADESTRARAM VOCÊS E OS TRANSFORMARAM EM OVELHAS! SE NÃO FOSSE PELA PROTEÇÃO DE ZEUS, NÓS JÁ TERÍAMOS DERRUBADO ESSA FAMÍLIA E ATACADO ESTE LOCAL INCESSANTEMENTE!”

Os gritos do homem percorrem uma grande distância. Também, todos aqueles que oravam se viraram na direção do homem e lançaram olhares furiosos em cima dele.

“Herege… Você ousa desafiar Zeus? Ele é o Deus sobre os Deuses! Ele trouxe a família Shui para cá e nos livrou da anarquia!” Uma mulher que estava orando, apontou o dedo para o homem e esbravejou.

Após a fala da mulher, o homem robusto deu um sorriso sarcástico e falou: “Cale-se, mulher! Foi o próprio Zeus que nos obrigou a viver na anarquia, mas agora… Ele quer que aquela família Shui, coloque ordem nesse lugar? Hahahahahaha… Isso… É só mais um dos joguinhos dele para se divertir com o nosso continente! Ele nos obriga a viver sem regras, depois ele cria regras para nos ver ficando loucos… Hahahahaha… Assim que vocês se adaptarem a esse estilo de vida, ele vai obrigá-los a viver sem regras novamente! Ele só quer se divertir conosco!”

*Swing.* Depois de falar, o homem sacou uma espada e avançou na direção da mulher que tinha o questionado.

*Pshhhh…* Com um movimento rápido e eficaz, o homem usou a espada para decapitar a mulher.

O sangue da mulher decapitada espirrou no homem robusto que ficou em êxtase ao senti-lo. Com o peito e as mãos cobertos de sangue, o homem apontou a espada para os fiéis e gritou orgulhosamente: “HAHAHAHAHAHA… É PARA ISSO QUE NÓS NASCEMOS! EU, GADIV, VIVEREI E MORREREI PELA ESPADA!”

O homem robusto, chamado Gadiv, estava tão animado depois de matar a mulher, que ele parecia querer enfrentar toda a multidão de fiéis.

“Como você entrou armado nessa cidade?” De repente, um dos guardas da cidade chegou até o templo e falou enquanto apontava para Gadiv.

“Hahahahaha… Vocês não são a hegemonia que pensam ser! Olhe para esta espada… Ela pertenceu a um de vocês!” Gadiv falou enquanto mostrava a espada para o guarda.

“Seu… Você matou um de nós!” Furioso, o guarda franziu o cenho e correu na direção de Gadiv enquanto falava.

“Hahahahaha… Venha, eu arrancarei mais uma cabeça hoje!” Gadiv abriu os braços a fim de recepcionar o guarda e falou com um sorriso estampado no rosto.

Enquanto avançava na direção de Gadiv, o guarda emitiu uma aura fria e congelante, que estava no 9º nível do reino da Alma.

Uma luz azul brilhou ao redor do guarda, que com o brandir da sua espada, enviou um fino feixe de luz azul que congelou tudo em seu caminho.

*Tiiiiiiiiiinnnnnnnnnngggggg…* Gadiv levantou a sua espada e a colocou na frente do feixe congelante.

Assim que Gadiv recebeu o ataque do guarda, a energia do ataque foi espalhado ao redor de Gadiv e congelou algumas pessoas fracas que estavam próximas a ele.

“Hahahahaha… Você está em um lugar no qual a morte é apenas uma consequência, mas ousa me atacar com tão pouca força?” Gadiv falou enquanto balançava o braço e removia uma fina camada de gelo que envolvia o seu braço.

Assim que o gelo desapareceu do braço de Gadiv, o guarda parou os seus passos e percebeu que Gadiv não era um fraco. Junto com a pausa do guarda, outros 3 guardas chegaram ao local a fim de ajudar o primeiro guarda na luta contra Gadiv.

“Vamos lá… As suas cabeças serão minhas!” Gadiv falou enquanto disparava para frente e liberava uma aura do 4º nível do reino Opressor.

“Vamos apenas segurá-lo aqui até que algum chefe de guarda venha!” Um dos guardas falou para os outros três.

Após concordarem com aquele guarda, todos os guardas se espalharam a fim de dificultar as coisas para Gadiv e atacá-lo de vários lados.

Enquanto isso, Gadiv não se importou com as estratégias dos quatro guardas e apenas avançou como um cão feroz, para cima do primeiro guarda que tinha chegado ali.

“Escorpião De Pedra.”

Gadiv murmurou enquanto atacava o guarda, com a sua espada. Também, logo atrás do guarda que estava sendo atacado, um escorpião, com mais de um metro e meio de altura, feito de pedra e com um ferrão extremamente afiado, atacou o guarda pelas costas.

“Wang… Cuidado!” Um dos guardas gritou enquanto atacava Gadiv a fim de salvar o outro guarda.

Todos os outros guardas também atacaram Gadiv. Dessa forma, três feixes congelantes se apressaram na direção de Gadiv.

*Ting.* *Psshhh…* O alvo de Gadiv, tentou se defender da espada dele, mas devido à grande diferença de poder, o guarda não conseguiu medir forças com Gadiv e teve o punho quebrado enquanto soltava a espada e sentia a espada de Gadiv cortando parte do seu ombro esquerdo.

*Pshhh…* Simultâneo ao ataque de Gadiv, o escorpião de pedra enterrou o seu ferrão nas costas do guarda, que pôde ver claramente a ponta do ferrão saindo pelo seu esterno.

“Ughh…” O guarda urrou devido à ferroada. Após cerca de dois segundos, uma grande quantidade de sangue estava saindo da boca do guarda, que se afogava com o próprio sangue.

Os ataques dos outros três guardas não foram a tempo, mas eles já estavam próximos de Gadiv.

Com um sorriso no rosto, Gadiv pisou forte no chão e três espessas paredes de pedra, se levantaram do chão e bloquearam os ataques do três guardas.

*Craaaaaaaaaaaaaccccckkk…* *Craaaaaaaaaaaaaccccckkk…* *Craaaaaaaaaaaaaccccckkk…*

As três paredes congelaram devido aos ataques dos guardas, mas nãos foram destruídas, ou sequer trincaram.

“Morram!” Gadiv falou enquanto que em cada uma das três paredes, diversos espinhos de pedra emergiam e eram atirados em todas as direções

Os espinhos de pedra cobriram o campo de visão de todos, como se centenas de flechas estivessem sendo disparadas. Mesmo que todos corressem, várias pessoas seriam mortas por aquele ataque.

Os guardas se prepararam para recuar e apenas tentar sobreviver ao ataque, mas antes que qualquer um deles desse um passo, uma intensa luz azul envolveu os arredores de Gadiv…

*Shhhhhhhhhhuuuuuuuuuuuuaaaaaaaaaaaaaaaaa…* Um grande ciclone de água rodeou os espinhos de Gadiv e os destruiu antes que ele chegassem até as pessoas. Acompanhando o ciclone de água, uma aura do 7° nível do reino Atroz, tomou conta de toda a praça.

“Chefe Huang, obrigado pela ajuda!” Um dos três guardas falou para o homem que sobrevoava a praça.

“Crianças… O que houve aqui?” O homem, que também vestia uma armadura azul, perguntou.

Assim que a voz do homem caiu, todos os três guardas retiraram os seus elmos e revelaram os seus rostos jovens, que aparentavam ter cerca de 15 anos de idade.

“Esse homem matou uma moradora da cidade e atacou o templo de Zeus! Ele também matou o irmão Wang!” O jovem falou.

“Ele quer enfrentar a nossa família Shui… Então eu vou mostrá-lo o nosso poder!” O homem falou enquanto fechava as mãos e comandava o ciclone de água.

No mesmo instante, o ciclone de água mudou de forma e se transformou em uma espécie de domo, mas continuava girando. De dentro do domo, Gadiv atacava loucamente as águas mas o fazia sem qualquer eficácia.

“Desgraçados, venham me enfrentar cara a cara!” Gadiv gritou enquanto apontava a sua espada para o Atroz.

“Humph. Você não aguentaria uma luta assim!” O homem desdenhou enquanto apontava o dedo indicador para Gadiv…

*Swish.* *Swish.* *Swish.* *Swish.* *Swish.* *Swish.**Swish.* *Swish…*

Diversos jatos finos de água saíram do dedo do homem e perfuraram o domo como se ele fosse feito de papel. Cada um daqueles jatos, foi atirado com uma pressão tão grande, que atravessou o corpo de Gadiv em diversos pontos e perfurou uma boa parte do solo abaixo dele.

Em um lapso de segundos, Gadiv tinha se transformado em uma peneira, com centenas de pequenos furos no seu corpo.

*Poof.* Gadiv perdeu o controle e a força das suas pernas, e caiu de joelhos no chão enquanto o domo começava a fazer outro movimento.

O homem abriu e fechou a mão direita, fazendo com que o domo ficasse menor rapidamente.

*Craaacccckkkkk…* *Craaacccckkkkk…* *Craaacccckkkkk…* *Craaacccckkkkk…*

A pressão que a retração do domo exerceu, fez com que todos os ossos do corpo de Gadiv se quebrassem sem que ele pudesse fazer nenhum som.

Finalmente, o homem abriu suavemente a mão e como se ela nunca tivesse aparecido ali, toda a água desapareceu no ar.

O corpo de Gadiv não fazia nenhum movimento, estava claro que ele tinha morrido.

“Obrigado, chefe da guarda, Shui Huang!” Assim que a ameaça de Gadiv acabou, diversas pessoas agradeceram ao Atroz que tinha eliminado Gadiv.

“Esta cidade está sob a proteção da minha família Shui! Qualquer um que tentar instaurar a anarquia aqui… Será eliminado!” Shui Huang falou.

Enquanto as pessoas exaltavam o chefe da guarda Shui Huang, Zao Tian observou tudo o que aconteceu naquela praça. Ele chegou à conclusão que aquela cidade não era algo que representava aquele continente. Pelo que ele pôde entender, essa tal família Shui era adorada por alguns, mas odiada por outros.

“Eu acho que não será uma boa ideia entrar naquela cidade, pelo menos por enquanto!” Zao Tian pensou enquanto pegava o mapa novamente e observava que haviam diversos vilarejos e pequenas cidades naquela região.

O local mais próximo dali, era o vilarejo Kuzawa, que ficava a cerca de 10 quilômetros de Zao Tian. Determinado a estudar aquela região antes de tomar qualquer atitude, Zao Tian desceu da árvore e caminhou na direção do vilarejo.

“Aquela cidade é um pouco estranha… Aquele homem que morreu, falou da anarquia como se fosse um estilo de vida! Também, parece que aquele Raijin tem alguma relação com este continente… Eu não posso ser descuidado!” Zao Tian pensou enquanto caminhava.